Cabeção de Nego

Não me processa não, Cidinha Campos

leave a comment »

Desde bem antes de eu me entender por gente a senhoríssima Cidinha Campos ganha o pão de cada dia espinafrando deus e o mundo em seus nômades programas de rádio e televisão ou em suas bocadinhas políticas no largo da Candelária, na Praça XV ou na praça dos Três Poderes a depender da época. Conheço a moça desde que eu tinha lá meus cinco aninhos e meu pai botava toda manhã o dial na Rádio Tupi AM para ouvir aquela senhora descendo a lenha em todos os safados, canalhas e pilantras que empesteiam nossa política e sociedade.

Cidinha Livre!, o nome com que gosta de batizar suas publicações e programas faz referência exatamente a isso: à liberdade com que exprime suas opiniões e convicções, sem papas na língua, sem meias palavras, sem amarras.

Me surpreendeu então a nova briga em que a santíssima e distintíssima deputada se meteu, eis que como é de sua velha tradição a anciã usou recentemente parte de seu tempo no plenário da Assembléia Legislativa do Rio para esculhambar um dos seus muitos desafetos políticos: o blogueiro Ricardo Gama, jornalista “independente” (ou desempregado e vivendo de bicos) que se dedica a um blog dito investigativo sobre a política e o crime fluminense e que há algum tempo foi vítima de um atentado à bala, do qual sobreviveu por muita sorte quase sem sequelas (se levarmos em conta ter sido acertado por seis tiros de pistola 9mm).

Ora, no tal discurso a dona Cidinha apelou para a mais do que batida (no que diz respeito a ela) oratória: chamou o Ricardo de vagabundo, canalha, fez zombarias com o ataque sofrido pelo inimigo. Até este ponto, nada de novo no Reino de Avilan. Cidinha apenas estava apenas fazendo uso de seu talento mais conhecido.

O toque pitoresco desta história veio quando Ricardo Gama revidou as ofensas no mesmo tom. Foi processado por dona Cidinha por injúria. Neste momento entra em cena o vlogueiro Daniel Fraga que em defesa de Ricardo e do que considera (e eu também) verdadeiro conceito da liberdade de expressão postou no Youtube um vídeo, também espinafrando a deputada ilibadíssima, e tomou-lhe um processo nas ventas também.

Pessoalmente sou contra processos em virtude de expressão de opinião, mesmo quando envolvam ofensa direta. Acredito em liberdade de expressão em sua forma ampla e irrestrita. Também pessoalmente não sou fã em nenhuma medida de nenhum dos envolvidos, muito pelo contrário. Mas se há alguém neste país que não deveria apelar para o artigo 140 do Código Penal ou para as demais legislações em favor da honra jamais este alguém é a talentosíssima radialista Cidinha Campos.

É sui generis, quase não dá pra acreditar.

Anúncios

Written by Daniel

junho 26, 2012 às 1:43 am

Publicado em Sociedade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: